sábado, 10 de julho de 2010

ESPAÇO EDUCAÇÃO




Oi, gente!
O tema do blog, hoje, é Educação. E o convidado da vez é o Valdeir, do blog Ponderantes, que vai falar sobre as dificuldades que os alunos das regiões mais carentes enfrentam para poderem chegar à escola todos os dias.

Valdeir mora em Feira de Santana (Bahia) e tem 37 anos. É professor de Português e orientador acadêmico de graduação. Gosta muito de escrever. Acredita na amizade como uma força transformadora.
Nosso amigo tem uma visão muito especial sobre a educação no nosso país e faz sua parte para torná-la um pouco melhor.

Esperamos que gostem de mais essa participação!

Beijos!
Sanzinha.







Acesso à educação no Brasil: um direito relegado

Por Valdeir Almeida


São corriqueiras as notícias sobre a dificuldade das crianças quanto ao acesso à educação. Muitas delas moram na zona rural e andam muitos quilômetros a pé para chegarem à escola. Outras têm que atravessar o rio de balsa e depois percorrerem uma longa distância de ônibus para assistirem a um dia de aula.

Por que razão os governantes, em vez de gastarem milhões de reais em festas desnecessárias, não constroem prédios escolares nas regiões mais carentes? Afinal, são poucos os alunos motivados a estudar após passarem vários anos por essa via-crúcis.

Entretanto, só a construção de escolas não basta. A maioria dos Estados brasileiros propaga a queda no índice de analfabetismo, repetência e evasão escolar. Mas eles não mostram qual foi o caminho que levou a tal estatística.

Na verdade, o que há são melhorias quantitativas, elaboradas pelos governantes para mascarar um problema que eles próprios causaram. Por exemplo, na escola pública, muitos alunos reprovados e despreparados são matriculados na série seguinte; ciclo que se repete até o fim de sua vida escolar. Por isso, vemos estudantes semi-analfabetos no 6º ano do Ensino Fundamental, ou concluindo o Ensino Médio sem conseguirem compreender um texto por mais simples que seja (analfabetos funcionais).

Os estudantes brasileiros da escola pública são vítimas da incapacidade e corrupção governamentais. Assim, o acesso à educação permanece relegado: os alunos concluem todas as fases escolares, mas saem despreparados para disputar o mercado de trabalho. Isso, associado à falta de escolas em regiões carentes, exige uma urgente reforma no sistema educacional brasileiro.   
_______________

Para conhecerem mais nosso amigo, visitem o Blog Ponderantes

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails